sábado, 3 de agosto de 2013

Topo Gigio -1969



Topo Gigio -1969
O Topo Gigio é uma personagem de um programa infantil, criada na Itália, em 1958, por Maria Perego.

Topo Gigio é um rato com uma personalidade infantil, muito popular na Itália durante várias décadas. Atua regularmente no concurso Sequim d'Ouro. Fora da Itália, Topo Gigio já fez parte de outros programas de televisão como o Ed Sullivan's Show, nos Estados Unidos, ou Topo Gigio and the Missile War (1966, dir. Kon Ichikawa) e Nippon Animation (1988), um cartoon, no Japão.
Fez sucesso no Brasil, em programas apresentados por Agildo Ribeiro em 1969.

Na década de 1980, o Topo Gigio voltou à TV brasileira na Rede Bandeirantes, em 1983 com o programa "Boa Noite Amiguinhos" e novamente em 1987, agora em parceria com o ator Ricardo Petraglia, chamado pelo Topo Gigio de Dick Petra. Nessa época também foram lançados no Brasil dois LPs com o Topo Gigio: "Topo Gigio no Brasil" em 1987 e "Topo Gigio Volume 2" em 1988. Ainda em 1987, um filme foi produzido pela TV Bandeirantes: "Topo Gigio - No Castelo do Conde Drácula".

Na década de 90, Topo Gigio voltou à televisão, só que desta vez na Tele 5, na Espanha, em 1992, em seu quadro fixo no Xuxa Park da Espanha onde sempre com muito humor junto com Xuxa onde sempre seu objetivo era conseguir namorar a Rainha.

Em 2000, a Rede Globo tentou trazer o boneco de volta, no programa Zorra Total, mas os altos custos de direitos de imagem cobrados pela empresa italiana impediram que o projeto continuasse.


Os 40 anos do Topo Gigio no Brasil

Comprei um CD de músicas infantis na semana passada para o Antônio, meu caçula. Ele ouviu, ouviu e elegeu sua preferida: “Meu Limão, Meu Limoeiro”, na versão cantada pelo ratinho Topo Gigio. Como num passe de mágica, o Antônio me ajudou a resgatar mais um pedacinho de minha infância. Este ano, o personagem infantil Topo Gigio está completando 40 anos de televisão no Brasil. O ratinho arrebatou a audiência do público infantil brasileiro entre 1969 e 1971. O personagem Topo Gigio nasceu na Itália, em 1958, criado por Maria Perego. Ele media 30 cm de altura e mais 8 cm de orelha. Na Itália, sua voz era feita pela atriz Gina Lollobrigida.
No Brasil, o boneco foi dublado inicialmente por Pepino Mazzuullo, um italiano que não falava português. Por causa disso, as participações de Topo Gigio precisavam ser gravadas com antecedência, uma vez que Pepino “decorava” as frases em português do personagem.
Responsável pela estreia de Topo Gigio no Brasil, o programa “Mister Show” era apresentado por Agildo Ribeiro e ia ao ar pela Rede Globo às quintas-feiras, no período da noite. No programa, Topo Gigio contracenava com a “namoradinha do Brasil” Regina Duarte. “Ele é uma figura maravilhosa”, derretia-se Regina.
O ratinho politicamente correto sempre dizia frases meigas com seu sotaque italiano, ensinava boas lições às crianças e gostava de cantar sucessos da época como a já citada ”Meu Limão, Meu Limoeiro”  e “Calhambeque”:
Só que alguns comediantes começaram a pegar no pé do ratinho – Chico Anysio, por exemplo,  fazia imitações irônicas, insinuando que o ratinho era “afeminado”. A polêmica brincadeira envolvendo o personagem acabou motivando a criação de uma namorada para ele, batizada de Rose.
O programa do Topo Gigio deixou de ser exibido em 1971. Ele ainda ensaiou uma volta para a televisão ao longo da década de 1980, na rede Bandeirantes. O personagem contracenou com o ator Ricardo Petraglia, chamado de “Dick” pelo ratinho.  Neste episódio de 1987, Topo Gigio inclui em suas orações os presidentes dos Estados Unidos e da antiga União Soviética  e deseja boa noite para a atriz Fernanda Montenegro.
 

 Arte / Cultura / Educação!!!
Sabedoria, Saúde e $uce$$o: Sempre. http://br.groups.yahoo.com/group/Cidad3_ImprensaLivre/